Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Saiba um pouco mais sobre "Fobias"


Fobia (do Grego φόβος "medo"), em linguagem comum, é o temor ou aversão exagerada ante situações, objetos, animais ou lugares.

Sob o ponto de vista clínico, no âmbito da psicopatologia, as fobias fazem parte do espectro das doenças de ansiedade com a característica especial de só se manifestarem em situações particulares.

Conheca os três tipos de fobias existentes:

1. Agorafobia - Medo de estar em lugares públicos concorridos, onde o indivíduo não possa retirar-se de uma forma fácil ou despercebida.
2. Fobia Social - Medo perante situações em que a pessoa possa estar exposta a observação dos outros, ser vítima de comentários ou passar perante uma situação de humilhação em público.
3. Fobia Simples - Medo circunscrito diante objectos ou situações concretas.

O DSM IV divide as fobias simples em 5 tipos:

* Animais (aranhas, cobras, etc.)
* Aspectos do ambiente natural (trovoadas, terremotos, etc.)
* Sangue injecções ou feridas
* Situações (alturas, andar de avião, andar de elevador, etc.)
* Outros tipos (medo de vomitar, contrair uma doença, etc.)

Tratamento

Poderá ser farmacológico e/ou cognitivo-comportamental ou farmacológico e/ou psicodinâmico.

* Comportamental - A exposição controlada e progressiva ao objecto fóbico. Neste caso através de técnicas de relaxamento e controle da ansiedade procura-se dessensibilizar o indivíduo.
* Cognitivo - Ajuda-se a reestruturar os pensamentos anómalos. Este objectivo é conseguido também através da aquisição de informação sobre o objecto ou a situação fóbica.
* Psicodinâmico - Busca o entendimento e elaboração do(s) significados simbólicos da doença e dos sintomas desenvolvidos, bem como, a elucidação dos ganhos secundários desses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário